sábado, 6 de abril de 2013

CEDER (Pedro Du Bois)



Misto su tella - Alketadelishaj



Cede o corpo à paixão: esquece
o sentido, doa o espírito, recebe
o impacto em que se divide: ter
e estar,  ser e conseguir, ver
e enxergar. No combate interno
cessam as questões engendradas
pelo medo: a paixão apavora
o sentimento e o envolve
em contagens regressivas.
Ouve o contido na receita
e se lança ao corpo
prometido: habita
o lado em frente
e o desfruta
em gestos. Selados
lábios, sedados habituais 
nas descobertas. Sedentos 
dentes sobre os lábios. 
O corpo no ensaio e a paixão 
no tempo do esgotamento.




*Leia também ESCREVER e ANSIEDADE
______________
Pedro Du Bois nasceu em Passo Fundo, RS, 1947. Residente em Balneário Camboriú/SC. Poeta e contista. Membro da Academia Itapemense de Letras e do Clube dos Escritores Piracicaba. Vencedor - na categoria poesia - do IV Prêmio Literário Livraria Asabeça, 2005, com o livro "Os Objetos e as Coisas" a ser lançado pela Scortecci Editora. Edita seus livros (artesanais) em casa (no word) e utiliza impressoras HP, completados numa gráfica da cidade para a grampagem e acabamento. A esposa faz as capas. Trabalhando assim, já editou, a partir de janeiro/05, cerca de 50 títulos. Mantém o blog PEDRO DU BOIS - POEMAS.

Um comentário:

  1. É lindo! será que vale para os atuais dias?
    Curiosidade apenas!

    ResponderExcluir

Com sentimento sincero e responsabilidade, fique à vontade para comentar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...